Monges da Paz Interior - Alnn

From Wiki Arien
Jump to: navigation, search

Monges da Paz Interior de Alnn

  • Estado: Aura de Alnn

Pré-requisito: Artes Marciais e Concentração: 3+. Descrição: O personagem emana uma aura de paz tão grandiosa que o adversário precisa ser bem sucedido em um teste de RM: 12 (+1 para cada 2 níveis em Artes marciais), caso o atacante passe não precisará fazer outros testes. O personagem não pode ser atacado diretamente por fantasmas, assombrações e efeitos similares.

  • Recuperação Espiritual

Pré-requisito: Estado: Aura de Alnn e Concentração de Ferro. Descrição: Capacidade de recuperar fadiga, danos letais e mesmo danos espirituais após um demorado teste de Concentração. Recupera 3pts de EC e 1pt de EV e ESS para cada nível em Artes Marciais. Essa técnica só pode ser utilizada em estado de meditação.

  • Punho Piedoso

Pré-requisito: Estado: Aura de Alnn, ESS: 8+. Descrição: O personagem pode escolher atingir a força espiritual do alvo (ESS). Os ataques feitos com os punhos/mãos são dados como Essenciais. Assim como ocorre com ataques espirituais, o alvo geralmente possui uma proteção corporal igual ao VIG-5, onde o dano será causado a EC e não a ESS. Dano = Artes Marciais/2.


Abertura dos Portões Essenciais

  • Portão da Vida

Pré-requisito: Estado: Aura de Alnn. Descrição: O personagem que abre o portão da vida está disposto a doá-la em combate. O personagem recebe um bônus de +1 em todos os testes de combate. Abrir este portão consome 1pt de EC.

  • Portão do Medo

Pré-requisito: Abrir o Portão da Vida. Descrição: O personagem que abre o portão do medo esvazia sua mente de traumas e fraquezas. O personagem recebe um bônus em testes de RM igual a +1 para cada 2 em Artes Marciais. E se torna imune ao medo natural. O personagem perde todos os efeitos de medo que possuir. Abrir este portão consome 2pts de EC.

  • Portão da Dor

Pré-requisito: Abrir o Portão do Medo. Descrição: O personagem que abre o portão da dor esquece-se da dor física podendo resistir as mais terríveis torturas. O personagem recebe um bônus em testes de RF igual a +1 para cada 2 em Artes Marciais. O personagem recebe resistência especial (todas, +10). Abrir este portão consome 4pts de EC.

  • Portão da Fúria

Pré-requisito: Abrir o Portão da Dor. Descrição: O personagem que abre o portão da fúria torna-se capaz de controlar sua fúria e seu ódio interior. O personagem recebe todos os bônus como se estivesse em fúria, mas ainda é capaz de raciocinar e fazer manobras defensivas. Abrir este portão consome 5pts de EC e após o efeito, deixa o personagem com redutor na RF de -3 por um dia.

  • Portão da Insanidade

Pré-requisito: Abrir o Portão da Fúria. Descrição: O personagem que abre o portão da insanidade esta disposto a utilizar qualquer meio para conseguir seu objetivo. Com o portão da insanidade aberto o personagem pode utilizar com efeito dobrado uma técnica/aprimoramento/poder que possua. Abrir este portão consome 6pts de EC e após o efeito, adiciona uma Insanidade ao personagem a escolha do mestre.

  • Portão dos Sonhos

Pré-requisito: Abrir o Portão da Insanidade. Descrição: O personagem que abre o portão dos sonhos esta disposto a desistir de tudo para vencer. Com o portão dos sonhos aberto os oponentes ficarão incapazes de utilizar manobras defensivas. Abrir este portão consome 10pts de EC e após o efeito, perca de 1pt permanente de ESS.

  • Portão do Vazio

Pré-requisito: Abrir o Portão dos Sonhos. Descrição: O personagem que abre o portão do vazio, leva sua mente a um lugar sem volta. Com o portão do vazio aberto o personagem sabe exatamente quais ações e reações das suas escolhas. O personagem pode rolar os testes duas vezes e escolher o melhor resultado. Abrir este portão consome 10pts de EC e 1pt permanente de ESS. Após o efeito, o personagem perde1pt permanente em ESS e recebe uma Insanidade a escolha do mestre.

  • Portão da Morte

Pré-requisito: Abrir o Portão do Vazio. Descrição: O personagem que abre o portão da morte, indefinidamente morre. Com o portão da morte aberto o personagem continuará a combater até que seus oponentes sejam derrotados ou que seu corpo e espírito deixem de existir. Os ataques feitos por um personagem com o portão da morte aberto causam dano letal divino de +1d6. Abrir esse portão causa a destruição do personagem (perca de todos os pontos de ESS).







Histórico

Os monges da paz interior estão diretamente relacionados as antigas ordens da Paz e Esperança. Ordens religiosas que acreditavam em uma das divindades, hoje seu nome está perdido e seus templos e igrejas viraram ruínas. Alnn era um órfão dos campos de Lyn, perdeu seus pais na guerra dos monstros e foi salvo e protegido pela ordem da paz e esperança de Julline. Foi criado e instruído para se tornar um clérigo e quem sabe um dia um de seus guerreiros sagrados, porém Alnn viu a própria ordem tomada por uma rede de mentiras e traições. Com muito medo, ele partiu para as florestas de Kelenia, onde sabia que ninguém o procuraria. Lá, Alnn sobreviveu e tentou se manter são, mas o isolamento era cada vez mais difícil de suportar. Os primeiros alunos de Alnn, dizem que ele foi encontrado por um espírito que o guiou a fundar a Ordem da Paz Interior, para acalentar as mentes e os corpos daqueles que sofriam, apesar de contarem que Alnn nunca teria se recuperado. Ele era visto falando sozinho, ouvindo os ventos, as árvores, a areia, enfim, o mundo. Ele vivia entre a loucura e a visão de diversos seres e mundos.

Ordem da Paz Interior 1. O que todos buscam é a paz, mesmo aqueles que querem a vingança, morte e desordem. A paz virá quando todos os objetivos forem cumpridos! 2. A paz só é alcançada quando atingirmos nossos objetivos e permitamos que os dos outros também atinjam. 3. Objetivos contrários sempre existirão, a paz verdadeira nunca chegará, mas devemos ter a esperança e seguir pelo seu caminho. Só assim teremos a nossa própria paz.