Caçador do Deserto

From Wiki Arien
Jump to: navigation, search

Caçadores do Deserto

Obs: as habilidades dos caçadores do deserto servem tanto para animais quanto para bestas/monstros e criaturas mágicas, porém não servem contra humanoides, mortos-vivos e alguns extraplanares.

  • Estado: Prontidão do Caçador

Pré-requisito: Iniciativa Aprimorada, Vontade de Combate, Concentração de Ferro, estar em terreno desértico. Descrição: Nesse estado o personagem recebe um bônus de +4 em testes de Percepção, Sobrevivência, Saltar e Correr. Nunca perde a iniciativa contra uma criatura que conheça. Recebe ainda um bônus de +2 em todos seus testes de combate contra criaturas conhecidas.

  • Vulnerabilidade da Presa

Pré-requisito: Estado: Prontidão do Caçador, Golpe Preciso, conhecer a criatura. Descrição: Seu ataque causa +2 de dano letal e ignora 1pt da armadura corporal da criatura para cada NP do personagem na arma utilizada.

  • Resistência ao Medo

Pré-requisito: RM: 7+. Descrição: Bônus de +3 contra efeitos de Medo e imune a presença aterradora de criaturas que conheça.

  • Imunidade ao Medo

Pré-requisito: Concentração 7+, Resistência ao Medo. Descrição: Imune ao medo comum e +3 contra efeitos de medo sobrenatural. Imune a presença aterradora de qualquer criatura.

  • Vitalidade Mística das Areias
Pré-requisito: Estado: Prontidão do Caçador, Iordyan (7+).

Descrição: O caçador pode usar a força mística da areia para curar suas feridas. Entoando cânticos antigos e cobrindo os ferimentos com areia, terra ou mesmo lama, o caçador recupera q. de terra em d6 de EC e q. de terra de EV. Caso utilize areia do Deserto de Verna o caçador não necessitará dormir e ficará imune a ilusões por 10h. Caso utilize areia do Deserto de Flera o caçador receberá resistência Elemental ao fogo (2x ESS) por 10h. Caso utilize areia do Deserto do Infinito o caçador recuperará toda sua energia corporal e vital e receberá intuição divina por 10h. Caso utilize areia das terras geladas de Quëlf’fen o caçador receberá resistência Elemental a gelo (ESS) e +4 contra efeitos de congelamento por 10h. Este tipo de cura só pode ser usado pra curar o próprio caçador e apenas uma vez a cada 20h.

  • Comando Ancestral de Zolrc’tull

Pré-requisito: Estado: Prontidão do Caçador, Imunidade ao Medo e Iordyan (7+). Descrição: O caçador pode através de gestos e cânticos ancestrais, dominar a vontade de uma criatura e estimulá-la a realizar certas ações como Recuar, Parar, Avançar e Fugir. Nada mais do que isso pode ser ordenado à criatura que jamais fará qualquer coisa que possa prejudicá-la claramente. O domínio do caçador durará 1d6/2 rodadas.

  • Força Sobrenatural II

Pré-requisito: Força Sobrenatural. Descrição: O personagem consegue aumentar a própria força de forma além do comum. Recebe um aumento de +2 na base do atributo Força e seus ataques físicos recebem 50% a mais de dano pela Força.

  • Vigor Sobrenatural II

Pré-requisito: Vigor Sobrenatural. Descrição: O personagem é mais resistente que o normal, seu corpo aguenta mais o cansaço e os danos sofridos. Recebe aumento de +2 no multiplicador da Energia Corporal (EC) pelo Vigor e Resistência Especial (dano não letal igual a 50% do Vigor).


Histórico

Vivendo isolados das culturas, nos confins dos Desertos, tirando daí tudo o que precisam para viver, os caçadores do deserto representam o máximo em tradição dentro da cultura nômade. Executando os mesmos rituais de seus mais distantes ancestrais, estes valorosos guerreiros do deserto possuem admiração pela forma como as coisas acontecem dentro deste ecossistema, principalmente tudo que tenha ligação com as temíveis criaturas que lá habitam. Os caçadores têm como tradição rastrear e estudar as criaturas sozinhos, mas o combate final geralmente é feito em grupos. As baixas são vistas como aprendizado e seleção natural dos melhores. Eventualmente, algum caçador abandona a tribo e se torna um errante, um caçador capaz de caçar sozinho até as mais poderosas criaturas do deserto, mas são poucos os que são encontrados com vida depois de alguns anos com esse estilo de vida. Muitos em Tolvya morreram tentando caçar Zolrc’tull, ou como chamado pelos outros povos: O Dragão. Um caçador pode ser visto fora do deserto, mas com certeza se tratará de um errante ou alguém em busca de suprimentos e armas.